passar a "Passagem"

Como nem tudo o que reluz è ouro... e pessoalmente atè o prefiro branco, este ano vou embrulhar os meus desejos em papel prata. Com lacinho rosa, que a mim nunca me compromete, o meu embrulhinho ta feito :) nao sei se serao 12, 3 ou 57, sao os meus sonhos para este, o proximo e ainda mais anos que espero nao passar, mas disfrutar.
Os 12 desejos criteriosamente escolhidos (ja vi casos que apontados em guardanapos nao va a memoria falhar) para os 12 segundos que antecedem a ultima/primeira badalada do finado ou recem nascido ano. Respeito, vibro e ate me interesso pela descoberta das tradiçoes da passagem de ano de cada um que me rodeia. Os que jantam com a familia e na primeira hora bazam para o grupinxo de amigos, os que jantam com a familia e com eles passam a "passagem" e depois bazam para o grupinxo de amigos, os que que jantam passam e nao bazam para lado nenhum e os que nao bazam porque nem sequer jantam com a familia. Sao gostos, modos, culturas, habitos, ausencias, zangas, motivaçoes, crenças... Mas o que gosto mesmo de apreciar sao os diferentes modos de passar a "Passagem": Hà quem de vestimenta a rigor com nota no pè suba cadeiras, enquanto equilibra taça de champanha, 12 uvas/passas e corneta, saltando em cheio para o novo ano (alem de nao conseguir visualizar muito bem esta ginastica digna de equlibrista considero esta uma pratica bastante energetica!). Depois hà aqueles que sentados nos sofas com os seus chinelos mais confortaveis ligue para Julia e de zapping em zapping entra em bom som no ano que esperam novo. Por ultima, e para nao me alongar, hà aqueles que no exacto momento da primeira/ultima badalada olha para o Ceu ou para o Lado e abraça o seu desejo nao para o ano que ai vem... mas para a Vida.
Depois da meia noite os mais energeticos ainda descascam a roma, comem-na, vao ver o fogo de artificio, brindam, ligam para a familia toda, dançam, cantam, entrando euforicamente em mais um ano... a estes desejo sinceramente um 2009 tranquilo e repousante.
Se os 12 desejos se realizarem nos proximos 12 anos ja nao tera sido em vao alguem ter-se entupido com passas ;)
Pessoalmente a noite de passar a "Passagem" è bastante introspectiva, algo nostalgica e que considero muito importante para me orientar/posicionar. Dispenso festas, euforias, champanhes, buzinas, gritos ou foguetes. Valorizo a paz de uma noite que um dia espero passar no cume de uma montanha o mais perto das estrelas a sentir o frio que nao gela mas dà força...
Este ano, como nos ultimos 5 anos, o primeiro beijinho bem apertado na xexa da minha docinho e um Xi cheio de energia positiva vai ser o meu desejo materializado para nos iluminar atè à proxima "Passagem". 
È mais uma "Passagem" que passo... sou Feliz sò por isso! Como a passagem dos 16 para os 17 ou dos 23 para os 24, è mais um momento para ponderar e para acreditar que depende de nòs fazermos de nòs Seres Humanos melhores, para nòs e para os outros (nao de desejos ou passas).
Em Londres, Andorra, Vigo, Vilamoura, Nova Iorque, Funchal, Baiona, Guimaraes, nao interessa passar... mas sim a forma como encaramos mais uma oportunidade de "Passagem".

FELIZ 2009

Saude, Amor, Euritos ;)

Adivinhas?

Requer compromisso, entrega e renuncia...
É incondicional, não exigindo retribuição, nem recompensa...
Esforça-se por suprir necessidades sendo altruísta e conhecendo prioridades...
Capacita a estima zelando pela existência do cada em uníssono...
Respeita a individualidade, não é invasivo e prima pela tolerância...
É permanente, nada efémero, nada volátil....
É sólido, maduro e duradouro...
Vai além dos sentimentos para se tornar um princípio.
.

A MiL!

Ufa!
Ansiei pelo dia da apresentação do meu P.I. desde que entrei para a Universidade do Minho e... Pronto tá feito! Perante um júri de 3 professores e uma assistência de 15 colegas fiz a minha dissertação! Escusado será dizer que me tiveram que por travão no tempo porque ficava ali a manhã toda se pudesse. Eu e as minhas teorias do nada e do tudo! A minha orientadora foi impecável e não me puseram uma única questão o que foi revelador de uma eficaz apresentação pois a percepção global do tema foi retida pelos responsáveis pela minha avaliação! Depois, e com o coração a 360batimentos/seg, fui a correr para a sala do exame de SADPT! Com a adrenalina ao máximo fiz o exame de gás e sai a correr para o carro! Só me queria ver livre! Ainda pensei em gritar para aliviar mas não seria o local mais apropriado para tamanho alívio! Almoçando e costurando com a minha Picolina e 00N fui dissipando energias e aqui estou autocando perfis de movimentos de terra!
Bem... que dia!
R*

estupidamente aborrecida.

O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.
A subtileza das sensações inúteis,

As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto alguém.
Essas coisas todas
Essas e o que faz falta nelas eternamente;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.
Há sem dúvida quem ame o infinito,

Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...
E o resultado?

Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo. íssimo,

Cansaço...

Álvaro de Campos

Fechada para BaLanÇo.

Não poderia ter encontrado melhor definição para mim: "Estou fechada para balanço. Estou a pensar naquilo que fiz, no que não fiz e naquilo que quero fazer"
.
Tenho escrito pouco;
Estou fechada para balanço, mas sem coragem de olhar para dentro. Ocupo o corpo tentando esvaziar a mente. Se parar, terei que além de ouvir, escutar. Faltam-me as palavras, mas nem nas linhas alheias me encontro. Construí um muro com os olhos, tijolo por tijolo, e agora percebo que estou fechada por fora, fechada por dentro. Estou distante... demasiado longe... um barco á deriva sem ancora nem amarra. Penso em voar mas não tenho asas, já esteve mais longe o dia e agora tão perto sinto-me fraquejar. A vida é tão dura mesmo adornada de algodão doce e veludo cor-de-rosa. Tento, alcançar-me por fora e quase sem folego encontrar-me por dentro. Mesmo fechada sinto-me um labirinto. Mas sei que nunca estarei longe demais de mim para ser salva. Vou deixar de escrever por uns tempos vou postar apenas imagens. Vou arrumar o sotão, abrir uma claraboia bem grande, sacudir a poeira e decorá-lo em tons de verde.
.
Até Breve...

palavra.


Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.
De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.
(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O'Neill

aliviando as repas

"E foi assim que descobri que todas as coisas continuam para sempre, como um rio que corre ininterruptamente para o mar, por mais que façam para o deter." Miguel Sousa Tavares
.
Saudades....imensas, absurdas, incontrolaveis. O tempo passou , dei conta de cada segundo, ganhei o tempo da vida que nunca mais viverei de novo. Vivi tudo na minha vida intensamente. Não me arrependo de nada porque continuo a crer que tudo acontece por uma razão. Sinto-me hoje muito mais Eu. Sei quem sou. Conheço os meus limites, metas e sonhos. A vida altera-se, modifica-se. Há pessoas que entram e ficam.Outras passeiam pela minha vida e, da mesma maneira que entraram, inesperadamente, voltam a sair. Tenho saudades do passado. Muitas. Muitas mesmo. Mas inexplicavelmente anseio muito mais o futuro. O sentimento do "qd for grande ainda vive dentro de mim". O principio de algo nao implica o fim de outro. sou feita de experiencias, de tombos e de vitórias. a sorte vou encontrando. o esforço de lutar e acreditar conheço bem. Guardo na boca o gosto de um beijo... Guardo na pele o arrepio de um toque... Guardo na alma o abraço do desejo. Guardo as vozes que me ensinaram como o som do mar imaginado dentro de um búzio. Sei o que quero e o que não quero, por isso daqui até ao fim de mim espero pelo menos continuar assim...

o prognóstico.

gostei do laço,
gostei das penas,
gostei do negro integral (com mt Sal ;)
gostei da atitude tao caracteristica
gostei do remember varandim,
gostei do pato e do brinde ao café com corte e costura
gostei do bolo preferindo o cheesecake
gostei da boa e contagiante disposição
gostei de ouvir desabafos e confidencias
gostei de ver para crer
gostei do encontro imediato com o Carlos Antoóónio
gostei do antes do durante e do depois
gostei de UM Tudo, como sempre que as Tropas se reunem em Combate...
.
PS:. ... to be continued ...até aos 64 porque aos 65 só queremos a reforma, Miami, Las Vegas e uma autocaravana!

Pensa bem... Ler este post implica... ;)

"Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma... e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!”
.
Primo Basilio, Eça de Queiroz
.
Sorri... peguei... abri... li... e desejei...
Desejei que cada página, cada palavra, cada traço, cada imagem, cada lugar, cada momento, cada recordação, permanecesse em mim para sempre.
...é o segredo da minha alma que mais estimo, que mais Desejo...
.
para Ti *

Obama Wins "Change has come to America"


Barack Obama elected 44th president
Voters elect first African-American leader

"If there is anyone out there who doubts that America is a place where anything is possible, who still wonders if the dream of our founders is alive in our time, who still questions the power of our democracy, tonight is your answer,” Obama declared.
.

Viva La Vida

Esta musica é forte. A letra fantastica, o som marca... é muito boa!

Pink Soul

Bem, mas que semana cansativa e desconsertante que eu tive... estou a colar os pedaços desde as 17h (hora em que entrei de fim de semana)! e passou num sopro... Agora só penso na frequencia de estruturas 1 que se avizinha! a primeira vez que vou realizar um momento de avaliação desta cadeira que sempre ficou na cauda e agora tem que ser feita! Este fim de semana será dedicado por completo ao estudo... vou dar-me uma folgazinha e shoppingar with Tropas @ MarShops o must das compras do momento ;) Temos que organizar a estrategia e planear armamento para a Festinxa de dia 8 de Novembro a PINK PARTY com uma maozinha na organização! 1 jantar, 100 mulheres, 1 ambiente de rosa ornamentado vai deliciar a noite fria de Novembro que se avizinha ;)
Pink Kisses ***

Habitante de mim

Habitante de mim sigo de porto em porto constantemente á deriva, obstinada por um qualquer sentimento e conforto que desconheço. Quando saciar esta fome de palavras e suspirar de olhos cerrados, encontrarei...
De simples desejos e honrados valores vou descendo a montanha em direcção ao Sol. Não me lembro porque a subi, mas ainda bem que o fiz... descobri que lá não queria estar. Vejo cascatas, campos verdejantes, a pomba branca... mas como será o Paraíso... Como será viver na plenitude da paz tocando o Nirvana... Penso nisto. Fico curiosa pelo fascínio do que está para além. Vivo de dentro e de fora de mim, perguntando-me onde estou, o que sou. Vivo de mim para os que me querem bem. Vivo de mim para um dia desfrutar do tal encontro com um tal momento que desconheço. Vivo de mim para o encontro com o tempo que me faz acreditar, como aquele momento que desconhecia e agora possuo como um tesouro tão meu. O dia que me fez Mãe. O dia que me fez viver muito para além de mim... o dia que me fez viver eternamente por alguém.
E naquele dia de mão dada continuei a procura...
Banal, usual, comum... será esta uma procura tão humana como o porquê desta existência tão inexplicavelmente explicável... será.... Será que todos procuramos ou há quem não procure. Gostaria eu de ser mais ou menos de mim e não querer procurar tanto... não tenho ânsia, não tenho o cronometro a funcionar nem a taquicardia que normalmente precede o desejo de alcançar, simplesmente porque procuro o desconhecido... dirão os pragmáticos que sou eu uma insaciável devoradora de emoções... é uma explicação. Verdadeira ou não.
Conheço a Rita habitante de mim. Aprendi a viver com ela e na bipolaridade de sentimentos que assolam o comum dos mortais consigo admirar com vénia esta minha habitante. Gostava de conseguir explicar a complexa malha que defina a simplicidade da minha alma.
Hoje sei que vivo de mim por alguém. Vivo de mim para mim por alguma coisa que me desperta a serena procura...

Efeito do merecido Elogio

Há, primeiramente, que observar algumas regras que um bom elogio deve seguir para cumprir o seu objectivo. Deve ser sincero (as jóias, as pinturas podem ser falsas, elogios jamais até porque se assim forem não colam), deverão ser elegantes e adequados ao momento para que sejam naturais e obedeçam ao contexto a que se propõem. Se for dito olho no olho, em publico e no timing certo, corre para a meta que ganhaste a corrida! Há aqueles que inatamente seduzem e sem se aperceberem eficazmente usam o elogio como estratégia de conquista, conhecem o poder do elogio sobre o alvo.
Não é de gentileza que falo. Gentis devemos ser com qualquer ser humano, todos precisamos de delicadeza, atenção, para que civilizadamente possamos conviver e caminhar para a felicidade. Contudo não é esse gesto que divulgo, aqui, na minha sagaz campanha a favor do culto dos valores não só morais mas principalmente pessoais.
Não sei será devido ao meu cromossoma XXR, mas considero o merecido elogio um dia ganho, um sorriso verdadeiro, uma chama na alma, um cartão de crédito com plafound ilimitado! Sim o merecido elogio não tem preço, não tem data de validade e melhor rejuvenesce. Estou seriamente a pensar que fórmula da juventude eterna existe e entre os vários componentes está com certeza o merecido e bem dado elogio!
Reconhecer méritos, habilidades, qualidades inatas ou adquiridas com a experiencia da amarga/doce vida. Não falo de graxa. Enalteço o elogio verdadeiro e o seu poder tanto no receptor como no emissor. Venha do chefe, do professor, da mãe, do conhecido ou do desconhecido satisfaz mais que mousse de chocolate em fase de carência! (confesso aqui dentro dos aconchegantes parêntesis que se vier do sexo oposto, aposto que a validade e efeito serão ainda maiores).
Resumindo, quando temos dúvidas se a senhora está grávida ou gorda, calemo-nos! Se a cor da camisa do patrão não combina com as calças, esqueçamos. Não iremos ganhar nada e faremos perder muito. Mas se acharmos que aquele corte de cabelo embelezou a funcionária do café, ou o vestido da amiga deixou-a sexy, ou que o seu colega de trabalho fez muito bem aquele relatório, façamos o merecido elogio! Jamais deixemos escapar a oportunidade. Para ti pode ser a constatação do óbvio, para quem ouve pode significar um esperado lustre na auto-estima, aquela necessária massagem ao ego, o estímulo para uma decisão adiada... Pode significar menos sessões de terapia no psicanalista, ou menos meia dúzia de lágrimas... Ou apenas resultar num sorriso iluminado, que vai gerar outros elogios e fazer alguém ainda mais feliz! E se ainda assim não convenci pensa que também gostarias de o receber.

Cruz/Vida/Fado/Estima

"Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional."
E com este mote começo.
..
- Só me acontece a mim...
- Eu nunca vou conseguir...
- Nada acontece como espero...
etc, ect, ect...
.
Somos atropelados diariamente por estes desabafos de amigos e desconhecidos. Nos programas matinais da tv portuguesa, no telejornal do almoço, no jornal sensacionalista que mais vende nas bancas, na novela do inicio e fim de noite... Na minha, e tão minha e só minha, perspectiva da coisa, culpo a sociedade de hoje por cultivar tão exaustivamente a frustração. É banal a queixa, o coitadinho, a vitima... e ao invés de ceifar esse sentimento logo á nascença, não. Parece que gostam de ser e ver a desgraça. Se não há desgraça inventa-se. E, esta não é uma crítica aos meios de comunicação, porque estes apenas transmitem aquilo que o ouvinte, o leitor ou o telespectador quer. A mentalidade da coitadinha que merece a festinha, o apoio, porque é frágil, mas o problema é a unha encravada ou o cabelo espigado, Versus, a tasse bem, com o coração na lama e problema na redline, mas que é forte, e então não precisa que lhe dêem nada e muito pelo contrario, tiram-lhe porque esta não é frustrada e nós gostamos delas é bem deprimidas. Isto é uma bola de neve que cresce em cada esquina enfarinhada na inveja.Este pais que tanto se vangloriosa com os brandos costumes, apodrece com os brandos valores. Problemas todos têm. Uns mais graves, outros menos. Cada problema na óptica de quem o tem. Mas, vitimas são as das guerras, as das violações, as das agressões, as da fome. Chega de se acomodar ao sofrimento e ao destino mal fadado que cada um escolhe. As cruzes são todas diferentes, umas de palha, umas de madeira, outras de ferro. Bora cultivar a iniciativa, a auto-estima, a entreajuda. Lá por alguém ter inventado o fado e com ele ter carregado cada português com o saudosismo não quer dizer que agora não adoptemos o Funk e o cantemos á nossa maneira.

Sem espinhas

Hoje sinto-me capaz de experimentar sem falhar
Suportar a dor sem gemer
e sorrir com o momento que temo
Observo passivamente a grandeza de tudo o que me rodeia
e canto durante o silêncio
Sento-me com os aplausos porque os dispenso e não vivo deles
Consigo é subir ás nuvens apenas com o olhar
e voo com as aves num pestanejar
Acredito apenas por querer
Não vou calar bocas com provas de valor
vou antes falar por elas e vibrar com o louvor
Dispenso a conquista da praia
fascina-me mais o precipício
Com a extravagância das entranhas da minha personalidade
sou o reflexo do meu olhar
Alcanço o dia, a noite, a crença em mim
E sou feliz
sem justificações.
.
Rita Nogueira

^ Ditado ^

Há um ditado japonês que diz: " O Homem sério é o primeiro a ceder".

O orgulhoso, o teimoso, o que tem intenções destorcidas, não cede.
Quem busca a verdade não conhece a humilhação porque não caminha contra a sua consciência, sabe que os conflitos e guerras não levam a nada e apenas são usadas para quem não percebe a linguagem da civilização.
Tenho dito...*

Presunção e Água benta

Desligo o telemóvel, desligo a televisão, sento-me no sofá e sinto-me bem. Completa. Reencontrada. Fecho os olhos. Penso no que de melhor me aconteceu e no que vai acontecendo nestes 27 anos de existência. Sinto-me unicamente única. O tempo passa como deveria passar nem depressa nem devagar. Sem stress. Penso nas minhas magoas, nos medos, nas indecisões, nas frustrações, nas barreiras a ultrapassar, mas não me assusto. E ali sentada tudo parece tão fácil. Não me apetece ver filmes, nem a novela, nem ouvir aquela musica. Desejo estar comigo, brindar a mim, aos meus momentos, á minha alma, á minha paz, ao que Sou. Não sinto saudades do que fui ou vivi, ou de quem deixei de ver, hoje aceito as chegadas e as partidas com a mesma alegria, aproveitando o que vou tendo. Como este momento tão meu. Relembro algumas pessoas que me marcaram incisivamente pelo bem ou pelo sofrimento e que me fizeram ser o que hoje sou. Fizeram-me crescer, amadurecer, tornar-me forte, imune a algumas coisas, frágil noutras, mas principalmente aprendi a relativizar e a conhecer a palavra prioridade. Ficava ali infinitamente a contemplar-me num acto puramente solitário, egocêntrico, feliz.

Hoje a minha melhor companhia sou eu.
R*

A minha 1a Vez ;)


A minha 1a vez nao custou nada. Ia confiante, motivada e animada! Estava ansiosa que acontecesse... A minha 1a vez como trabalhadora a full-time foi especialmente gratificante! ;)

Este foi o 1º dia do resto do que quero para a minha Vida.


Obrigado aos que diariamente me sorriem genuinamente, de perto ou de longe, com aquela energia gratificante que me faz tão bem e me ajuda a viver e a construir os momentinhus de pura felicidade. Principalmente um Muito Obrigada do tamanho do Sol ao meu Pai pela confiança que sempre depositou em mim e pela paciencia que sempre teve comigo. Por ele , por mim e sobretudo, pela minha Estrelinha, vou conseguir!

Wakeboarding ;) i LIkE

it doesn't matter what you do as long as you have fun doing it!
...e eu gosto tanto disto! Quero vestir o fato, quero o Go e o Stop! Quero cair desamparadamente contente porque correu mal mas tentei! Quero ouvir tá mal, porque sei que pa proxima consigo! Quero Geres e o MasterCraft do Luis! Quero tardes no barco ver iniciantes e peritos! Quero tostar ao Sol ate eskecer o bronzeador! Quero poder sempre ter tardes como aquelas... que me lembram os 6 e os 18 e aos 27 ainda me vao dando a adrenalina pura viciante que me faz aguentar o Inverno a Primavera apenas ansiando aquelas tardes... quero pensar no espelho de agua. e quebra-lo com o som do motor! Sentir no dia seguinte o latejar dos musculos e a sensação que mais um ano consegui ;)

Parabéns A Ti!


Parabéns a Ti!

29 de Setembro de 2008


...é o fim do começo. é o marco da mudança. é o virar da pagina. é atingir a meta ambicionada. é estar realmente de Parabéns porque conseguiste é teu mérito!

Chegou o dia... que Acabou!

Estou Feliz Feliz Feliz! Por Ti :)


A Ti

Guru Josh Project - Infinity 2008

Here's my key
philosophy
A freak like me
Just needs infinity

Relax
Take your time

And take your time
To trust in me
And you will find
Infinity, infinity

The time goes by
So naturally
and you'll receive
Infinity


O Som que abala as estruturas ;)


...dIcA

"O sábio não é aquele que dá as respostas certas mas sim o que coloca as questões correctas."

Palas sao para os burros!

Avançado está o arrepio de sentir esmagados valores que considero sagrados.

A hierarquização que construi de tudo o que me rodeia nunca será sequer abalada, porque as fundações são fortes, enraizadas com verdadeiro amor e incondicional confiança. Mas, fazendo retrospectiva, vivi na redoma tempo demais… para o que o futuro me reservou. Essa redoma que me ensinou a andar com os passos firmes com que deveria construir o meu caminho quebrou por imaturidade ou inocência. É certo que a minha culpa não me escapa. E Aqui, e agora, também já não há redomas que me acolham e nem sequer as procuro.
A minha bagagem é imensa e com ela vou soldar cada arranhão feito na armadura que conquistei hoje. A redoma passou agora a não estar fora mas dentro de mim. Os valores foram assimilados, questionados, ponderados e adquiridos.
Aprendi com o puxar suado da minha carruagem que “O AMOR NASCE NA ALMA E NÃO NO SANGUE”, que a bondade e a maldade extrema existem em estado puro. Cresci a ouvir uma expressão que faço questão que me guie até ao fim: leva a vida sempre na procura do equilíbrio. A pessoa que me disse isto é o ser humano que mais admiro, e que, pela sua bondade extrema sofre inserida neste Mundo Cão. Dou por mim insconscientemente a visualizar nitidamente 2 pratos numa balança sempre que estou a ponderar. Prioridades morais e respeito civico sao valores que prezo em abundancia.

Fui testada pela vida. Mas não quebrei ;) sorrio em cada curva e a imaturidade já lá vai.
Os dias são longos. Não tem sido fácil. Mas eu também não sou mulher de facilitismo e sempre apontei para o Sol. A minha verdade está sentada na cupula... sim essa que vê o Mundo de cima! Sinto-me em plena Paz interior... cativei o meu lugar no coração de alguns.. e esse é o mote da minha escolha.
O amor é muito mais espesso que o sangue e... não morre nunca.

GOSTO DE...

GOSTO DO MEU NOME. GOSTO DE BARBA DE DOIS DIAS. GOSTO DE VER TELEVISÃO ATÉ ÁS 2 DA MANHA. GOSTO DE EXAGERO. GOSTO DE HISTÓRIA. GOSTO DE BATATAS A MURRO. GOSTO DE MORANGOS COM CHANTILLY. GOSTO DE DANÇAR.GOSTO DE CABELOS GRISALHOS. GOSTO DE ANTERO DE QUENTAL. GOSTO DE AMACHUCAR PAPEIS. GOSTO QUE ME SEGREDEM COISAS AO OUVIDO. GOSTO DE CONDUZIR DEPRESSA GOSTO QUE ME LEVEM ÁS CAVALITA. GOSTO DO FLIRT POR SMS. GOSTO DAS PALMAS DAS MINHAS MAOS. GOSTO DE VERBOS. GOSTO DE SURPRESAS. GOSTO DE ANUNCIOS A PERFUMES. GOSTO DE TER O TELEMOVEL EM SILENCIO. GOSTO DE MALAS DE VIAGEM. GOSTO DO NOME RODRIGO. GOSTO DE DUCHE DE ÁGUA FRIA. GOSTO DE SENTIR A MAO DELE NAS MINHAS COSTAS. GOSTO DE BACARDICAIPI. GOSTO DE LEITE CONDENSADO ÁS COLHERES. GOSTO DE PIPOCAS SALGADAS. GOSTO DE SAIDAS NAO PROGRAMADAS. GOSTO DE ME SENTAR Á XINES. GOSTO DE ESTAR DE PIJAMA. GOSTO DE ABRAÇOS QUANDO NAO ESTOU Á ESPERA. GOSTO DE CARTAS ESCRITAS Á MÃO. GOSTO DE TEXTOS LONGOS. GOSTO DE CHUVA. GOSTO DE ME SENTAR NOS CANTOS. GOSTO QUE ME ABRAM AS PORTAS. GOSTO DOS MEUS OLHOS QUANDO CHORO. GOSTO DE MASCARAR QUANDO NÃO É CARNAVAL. GOSTO DE JOGAR ÁS CARTAS. GOSTO DE SEXO. GOSTO DO CHEIRO DA MINHA CASA. GOSTO DE TIRAR FOTOS. GOSTO DE SER MIMADA. GOSTO QUE ME QUEBREM TABUS. GOSTO DA VERDADE. GOSTO DE HAPPY HOURS. GOSTO DE COMER BOLACHAS NA CAMA. GOSTO DE SAPATILHAS COR DE ROSA. GOSTO DE ART DÉCO. GOSTO DE MERGULHAR NO RIO. GOSTO DE FRUTA VERDE. GOSTO DE ME SENTIR DESEJADA. GOSTO DE ASSOBIAR. GOSTO DE RELOGIOS. GOSTO DE LINGERIE DA OYSHO. GOSTO DE POEMAS. GOSTO DE AGUA COM GAS E LIMAO. GOSTO DE CONFRONTAR. GOSTO DE LER NOS LABIOS. GOSTO DE BRIGADEIROS. GOSTO DE FALAR AO TELEFONE QUANDO FAÇO GRANDES VIAGENS. GOSTO DE AVIOES. GOSTO DE SKI. GOSTO DE AGRADECER. GOSTO DE MASSA A NADAR EM NATAS. GOSTO DE MOTAS. GOSTO DE COMIDA PICANTE. GOSTO DE CAIXAS. GOSTO DE HOTEIS 5 ESTRELAS. GOSTO DE POST IT. GOSTO DE SOSSEGO. GOSTO DE CHILL OUT. GOSTO DE RESPIRAR FUNDO. GOSTO DE TER TUDO ARRUMADO. GOSTO DE FUNK. GOSTO DE COMER TORANJAS. GOSTO DE ANDAR DESCALÇA. GOSTO DE ROUPA LARGA. GOSTO DE ESPELHOS COM MOLDURAS TRABALHADAS. GOSTO DE MOVEIS. GOSTO DE ARTIGOS DE OPINIÃO. GOSTO DE BRANCO. GOSTO DE APARTAMENTOS. GOSTO DE REVISTAS DE DECORAÇÃO. GOSTO DA INTERPRETAÇÃO PESSOAL DA EXISTENCIA. GOSTO DE JORNAIS. GOSTO DE DAR GARGALHADAS SONORAS. GOSTO DE CANTAR AOS BERROS DENTRO DO CARRO. GOSTO DE SALTAR EM CIMA DA CAMA. GOSTO DORMIR ACOMPANHADA. GOSTO DE CANETAS AZUIS. GOSTO DE SER ENSINADA. GOSTO DE ADMIRAR ALGUEM. GOSTO QUANDO DECIDEM POR MIM. GOSTO DE JANTARADAS DE PRIMOS. GOSTO DE DORMIR CHEIA DE ALMOFADAS. GOSTO DE PLANTAS. GOSTO DO CHOQUE. GOSTO DA MUDANÇA. GOSTO DA ATITUDE. GOSTO DA FORÇA. GOSTO DO NÃO. GOSTO DE DAR.
ADORO ESCREVER...

a escolha da frustração

São 10.45 da manha, esta nublado mas a temperatura é agradável. Em pleno centro da cidade e fechada no escritório, ouço o rebuliço do trânsito abafar o canto da rola do vizinho. Devia estar a estudar mas sinceramente não consigo. Fui reprovada a época passada injustamente a esta disciplina. O que me enfurece e que enfurecia qualquer ser humano que se empenhou e trabalhou. Enfim tenho a dizer que levo da Universidade do Minho muito más recordações a este nível. A "expressão faca e queijo na mão" assenta como uma luva ás "autoridades" e friso " autoridades" e não digo Professores, porque esses deveriam existir para educar, ensinar e acima de tudo dar o exemplo de valores sociais aos seus aprendizes. Tenho de acabar o curso. Este que não ambicionei mas que escolhi depois de frustrado o sonho. Penso que a predisposição que nos é inata deverá ditar a nossa profissão. Isso não me aconteceu... e sim afirmo não me sinto nem um pouco realizada com o curso que frequento. Pois, mas a vida é assim mesmo, " não se pode ter tudo"! Vou enjoar-me mais um bocadinho com mecanismos de cálculos plásticos e modelação estrutural porque esse é o meu futuro e dele já não posso fugir.

viver de mim

Não procuro o Amor porque o verdadeiro já me rodeia, mas anseio a Paz de um sublime viver. Quero atingir apenas a quotidiana serenidade dentro de mim, para viver em plenitude a alegria dos bons momentos, ter força e ideias para enfrentar os problemas e resolver as dificuldades.
Vivo diariamente com um objectivo, que tento delinear detalhadamente em prol da perfeição quase utópica de proteger, amar e educar um filho. Ser Mãe é prioridade. Não deixar nunca ninguém atingir a minha filha, salvaguardando sempre os seus interesses, bem-estar e alegria. A minha Estrelinha merece estar rodeada de harmonia e estar ausente da discórdia. Tenho não só o gosto mas o humano dever de zelar pela tranquilidade e inocência a que tem direito.
Desejo sossego no âmago da alma, calma para escutar e agir, ir ao encontro da verdade, viver sem conflito, ter a confiança de uma criança sorrindo no dia-a –dia…
O retrato da certeza do dever cumprido todos as noites me serena.
A consciência da honradez do meu espírito satisfaz o meu amargo desgosto de não ter hoje a harmonia que plantei, mas a inveja devastou. Quem Ama tem fé na felicidade imensurável da realização e no profundo amor, que de mãos dadas vão caminhar entre as intempéries vencendo com louvor.
Não vou fugir da espada que me tortura, porque nada tenho a temer.

...viver de mim para os que em mim me procuram.

Ó paz de minha alma,

olhos alegres de te ver,

espalhai teu manto pelos incrédulos,

para que possam deixar viver.

Capitulo II






O nosso 1º poiso na cidade de Dubrovnick foi um desastre: cheirava mal, estava habitado por uma colonia de animais rastejantes de origem duvidosa, ficava em cima da estrada, em frente de um porto e nao tinha cortinas! Fantastica descrição que nem por sombras descreve o apartamento T0! Aguentamos a muito custo uma noite.

Dubrovnick é tal e qual a ideia pré-concebida que levavamos das imensas fotos que ja tinhamos visto. Ergue-se majestosamente na Costa Sul da Croácia sobre um manto verde e rochoso. A cidade está toda virada para o Mar Adrático como se tivesse sido cravada na montanha. Aconselhamos a "Grad"/Old Town, de época desconhecida mas ao estilo medieval encantou-nos com a sua magia labirintica. Chamamos-lhe Forte, pois encontra-se construida entre muros! Igrejas, palacios, palacetes, praças, cafés, esplanadas de cadeiras em verga e guarda-sois brancos com um charme ao bom estilo *Parisiense*! É bastante animado passear por lá durante o dia, pois e para grande desilusao daS Girls a noite é fraca para estes lados. Salvou-nos o Mojito pq a PinaColada eskeçam nem sequer sabem o que é ananas.

As praias sao de seixos e nada, mesmo nada confortaveis... nao se aconselha de todo a Croacia como destino de praia.

DuBRoVNiCK, pérola do Adriático, patrimonio da UNESCO, ficou conhecida e aprovada pelo carimbo das Girls em 2 dias...


To Be Continued ;)

Croácia 08: Diário a Bordo - Capitulo I

A Viagem de Férias, altamente merecidas das Girls Trip, deste ano começou de Range Rover ás 18 horas do dia 22/8. Agradecemos antes mais aos 2 gentis cavalheiros que nos levaram de malas bem carregadas até ao aeroporto de Vigo!

Reunido o Team e dps de um 1º serrote á maneira voamos pela Clickair para Barça City, confiantes numa noite de bastante movida! Lá chegadas e com a barriga num ronco só tratamos de nos livrar dos mega tróleis! Não há nada que saber... cacifos com eles! Depois passamos á sessão de apetrechamento de Soutiens ;) entre visas e notas estávamos prontas para a aventura na noite de Barça! Mas, a nossa cicerone espanhola adormeceu e então restou-nos aguardar umas 7h no aeroporto... mas como aventureiras de 1a, as Girls in action, foram até as Ramblas! O único e importantíssimo detalhe é q eram quase 2 da manha e o ambiente por estas bandas é medonho. Metia medo ao próprio mau ambiente. Jantamos umas tapitas mal amanhadas e depressa regressamos ao q seria a nossa 1º noite de ferias! Deitadas no chão, sentadas em cafés, já sem posição possível e tds empenadas vimos o nascer do Sol em verdadeiro estado Homeless... nada q não ultrapassemos rapidamente com umas sonoras gargalhadas e treta ate aos cotovelos ;)
Às 11h deixamos território espanhol e rumamos para Dubrovnick confiantes que td iria correr bem dps de um começo tao conturbado! Mal entramos no avião adormecemos e uma viagem de 2horas pareceu durar 2,3 segundos!
Freskinhas q nem umas alfaces e já de maletes aviadas fomos buscar o nosso bólide! A 2a peripécia desta viagem regadinha de contratempos estava iminente! Com o voucher na mão e já td pago via net, fomos reclamar o nosso opel meriva... mas este de grilo! Queriam a td o custo impingir um opel astra... imaginem nos as 4 mais 4 mega tróleis num opel astra é fisicamente impossível!! "Rodamos a baiana" e como boas exemplares Tugas que somos exigimos então um carro melhor visto o erro ser deles e não nosso! Poder de persuasão ao rubro! And Voila... conhecemos o veículo oficial das Girls Trip! A "Vanette" era uma carrinha Opel Station Wagon, cinza/dourada, novinha em folha, dos seus 5mil km reluzia um ar condicionado impec, um radio leitor de cd/mp3, bancos limpíssimos, mala gigante e tanque atestado! qq semelhança com o Bloyde Grego é pura mas pura ficção ;) A Vanette portou-se lindamente durante todas as ferias e cuidado... foram km e km, horas e horas, curvas e curvas, desespero e desespero pelas estradas ao longo da Costa Croata!
Continuando com a Chegada a Dubrovnick, aguardava-nos o Luka. Um Croata alto, olho azul que chegou ate nós ao verdadeiro estilo Italiano: de Scooter e sem casco. Tenho a dizer que, e mais uma vez o comprovei, as aparências iludem, e desta vez.... também cheiram a esgoto...

Próximos capitulos em redação...
"Nada é para sempre, dizemos...Mas há momentos que parecem ficar suspensos, pairando sobre o fluir inexorável do tempo."

(José Saramago)

LuZ!

...a sensacao de luz ao fundo do tunel é real! estou a vive-la tao intensamente que de certo modo ate a receio... tenho medo de acreditar que posso estar realmente a amar alguem de novo, medo de acreditar que estou a um passo de acabar o curso e finalmente depois de tantas tormentas ter o canudo na mão. Aos 22 anos escolhi um destino para a minha vida. Estou certa, que mal e muito em cima do joelho foi elaborado, mas nessa altura e absorvida pela imaturidade era o que me parecia um futuro risonho. Nao foi. Trouxe-me o sabor amargo de conhecer de perto a maldade, a vaidade exacerbada , a hipocrisia, a falsa moral e o mais puro oportunismo social. Consegui por um ponto final nessa etapa e passados 5 anos consigo acreditar de novo que a vida me vai sorrir d forma tranquila, serena e de um certo modo até romanceada como sempre desejei. Tenho que agradecer á minha familia (filha, mae, pai e irmao) por quem vivo e dou a vida.
Sinto-me a libertar do casulo... parece que respiro melhor...
mas tenho medo... já passei por muito e ainda passo... mas todos podemos um dia conseguir e eu estou a conseguir viver num Mundo que pensei já nao existir. Estava completamente perdida num Mundo para o qual fui sequestrada e em que apenas o desejo d poder, de vingança, de ter roupa, corpo e carro bonito era o objectivo. Eu nunca quis isso. Eu hoje em dia até entendo essa "parte da sociedade", mas não é para mim. Eu quero viajar, quero saltar de paraquedas, quero escrever, quero andar de balão, quero amar intensamente e ser amada incondicionalmente, quero sorrisos, quero conversar... quero ser eu e dar este meu eu á minha filha. Quero principalmente ensinar á minha filha que nem tudo se passa num supermercado, numa discoteca, num computador, num café ou numa loja. Tudo se passa dentro de nós.

Remoendo o intragável

Não só as vacas remoem… eu também. A lógica dos silogismos faz de mim, neste caso, um animal ruminante de grande porte que produz leite…. Assim seja, era isso que iriam pensar ao ler e por isso antecipei-me… Estou entaladinha, já lá vão umas boas semanas, com uma historia muito mal contada e tão absolutamente absurda que a estou a ruminar desde esse dia. O Big Problem e o seu respectivo cerne reside, no meu ponto de vista, no facto de haver algumas, muitas, demasiadas, pessoas que tem medo de perder protagonismo com o ofuscar crescente daqueles que não o procuram, mas lhes é nato! Get it??? A busca do protagonismo não por mérito mas pelo “bota abaixo” tem vindo em crescimento galopante numa sociedade em que os valores são obsoletos e onde o xico espertismo impera como a forma mais preciosa do desenvolvimento intelectual. Bem sei que nadamos no Oceano da indefinição e a cada passo explode alguma guerra, o preço do barril dispara e os únicos que se safam são os tais que violam reiteradamente os direitos do homem. Mesmo assim acho preferível agarrar-me á tábua que me foi destinada e não andar prai no afasta das criaturas inatamente mais elevadas. Com as minhas palavras, os que andam a atirar sobre os "inocentes", não se sentirão lesados porque nem sequer entendem a boca implicita. Andam demasiados ocupados em intrigas, criar separações e destruições. Não dormem enquanto o suposto inimigo, criado no seu próprio e demente pensamento não for abatido (afastado, excluído, banido). Inimigos simplesmente porque os ofuscam dentro do emaranhado social. Inimigo porque na máxima das naturalidades são aquilo que gostariam de ser, e alcançam o protagonismo, o estrelato e o brilho que estes sempre desejaram num ápice. Isto ocorre dentro dos grupos de amigos ou pseudo-amigos, em empresas, em tudo que inclua várias pessoas a conviverem… Mensagem comunicada. Interpretação completamente livre! Qualquer coincidência com a realidade não será pura coincidência;)

@ CRoàCia:: www.pedxinelo.blogspot.com

... o nome é outro ...

... o conteudo é chocante para os mais sensiveis a férias inesqueciveis ;)


Tudo e mais alguma coisa sobre as férias das GiRLS TRiP, este ano na Croácia!

Se eu fosse...


Lembro-me que na primária fiz uma redacção sobre o banal tema das profissões, que começava com a seguinte expressão: "Se eu fosse...". Não me recordo por completo o que escrevi na altura, mas as profissões, que o comum imaginário infantil se lembra, lá estariam com certeza estampadas. Os cabeleireiros, os policias, os médicos e por demais profissões de fácil ou curiosa aprendizagem.
Hoje gostaria imenso de escrever o "se eu fosse" porque escreveria o que não fui e não o que gostaria de ser como quando tinha 8 aninhos e nada sabia. Ou melhor sabia que as cabeleireiras punham as pessoas bonitas e consequentemente alegres e bem dispostas, que os médicos tratavam das dores e novamente e consequentemente ponham os doentinhos alegres e bem dispostos e os policias prendiam os maus da fita e assim os bonzinhos riam e eram felizes para Sempre. O " Se eu fosse" de hoje começa já a ser o "Se eu tivesse sido". Mas como não olho para trás e o "Se tivesse sido" não me leva a lado nenhum vou pensar assim: e "Se eu deixar de pensar em Ser talvez passe a Ser". Complicado. Confuso. pois... mas esta é uma questão que não vou ponderar vou tomar como certa e seguir.

A tua audácia... O meu sorriso.

Incondicionalmente a minha flor favorita é a Rosa...
Branco... a minha cor de eleição!
Adivinhaste...

com ternura... agradeço

Emergi da noite e do silêncio com Estrelas cadentes e cintilantes a abraçarem-me. Diante dos meus olhos nublados estavam mensagens de esperança. Ergui as mãos, abri as palmas e senti o tempo, o assobio do vento, o barulho intenso do mar... quis encontrar a praia e estender-me ao Sol mas a luz ainda me fere...

Cada palavra, cada frase, cada carinho foi recebido, como se cada palavra me tocasse profundamente com ternura... acima de tudo reconheci, mesmo de ouvidos tapados e olhos vendados, que voces, os especiais, os que valem apena existem e mais importante estão próximos... Todos vivem dentro de mim... guardei cada palavra na "caixinha" porque vou precisar delas para me conseguir erguer... Hoje por alguém amanha quem sabe por mim.

A minha "solidão" é profunda e devoradora, e aqui, hoje, com as vossas palavras encontrei um cais seguro de paredes densas. A (in)visibilidade dos acontecimentos passados e futuros cegaram a minha alma.

Ternamente agradeço.

desisto

O cansaço apoderou-se de mim. O descrédito e a desmotivação venceram. Desisto.
Não tenho mais força, nem sequer para pensar que consigo, quanto mais para pegar na foice e desbravar o mato que encobriu a minha vida.
Deixei-me levar pelo sonho da vitória mas só conquistei a minha tristeza.O monstro devorou-me desde aquele dia e a minha lápide de dourado se adornou.
Desisto de correr porque não existem metas na minha vida.Desisto de dizer, de buscar, de exercer o meu lado de mulher, tão infinitamente corajosa.Desisto de acreditar em verdades se á minha volta impera a desonestidade, a hipocrisia e a pura maldade, que vencem sempre.
Não posso buscar o nada, a razão incontida.Não quero, não consigo retornar à vida, mesmo com a Estrela mais brilhante ao meu lado...Não vejo nada só o poço profundo que com a sua escuridão me envolve num sonho infinito.
Os tempos em que me esforcei para ver tudo nas cores com que a vida enfeita os olhos, e pintar uma linda tela interior, acabaram.
Desisto de tentar porque não há condições sequer para sofrer mais e no escuro sinto paz.
Desisto do irrealizável, da procura... não existe.
Desisto da angustia e de anos de tortura que acordam comigo diariamente.
Desisto do nada que consegui até hoje.
Desisto de amar o vazio… Desisto de mim.

SUpReSaaaaaaaaaaaa

Novo Corte = Novo Visual
= Mudança Apenas e Somente Exterior

não... não é este

GooooooosTo
Criticas, invejas e cópias = aceito ;)

AceSSoriZe



O acessório de moda mais usado hoje em dia:
.
Desconhecido ou não por quem possui tal adorno... parece que estes vieram para ficar e crescer nas cabeças dos enfeitados. Quase diariamente mais uma vitima é contaminada por esta moda... e o pior é que muitos (a maioria) desconhece e até nega ter sido presentiado com tal apêndice da cabeça. os sinais do seu aparecimento sao desconhecidos e só são visiveis por alguns. Há quem os use e por isso os ofereça, como sinal de retribuição... penso eu. E há aqueles que os apreciam bastante mas apenas ...nos outros. Por último surgem os que os baniram do seu guarda joias mas os usa ou oferece com frequência numa falsa fashion atitude. Uma percentagem considerável já os usa e conserva com grande estima há já longos anos e sempre com um sorriso de testa a testa!!!
;)

Hoje

Uma folha em branco,
lisa
de textura suave.
Um coração apertado
que aparentemente bate
pelo nada
e por qualquer emoção que o faça abrandar.
Doce inocencia do fim de tarde
sentada na cadeira branca de ferro trabalhado
que nao cora de vergonha pelo enfurrujado da idade
mas majestosamente se avista do fundo do quintal.
Cheira a oregãos,
vejo verde, muito verde.
Do baloiço restam 4 varões ao alto,
da figueira as folhas,
do canteiro meia duzia de trevos,
de mim não sei...
Apenas que vivo intensamente no mundo da palavra,
da honra de valores
e na sorte de amar e ser verdadeiramente amada...
Vivo na angustia do fim de tarde...
aquele em que a gaivota vai voar
e no mar se perder,
para um novo rumo encontrar
deixando a praia triunfar...
A folha já não é branca,
o coração bate agora mais serenamente.
A inocencia do fim de tarde, não chega.
E amanha vai custar,
como hoje custa querer ser livre e alguem não deixar.

do fundo de mim para aqueles que me quiserem encontrar...

Rita Nogueira

Obrigada

Tenho que agradecer...
Tu sabes ;)
Estes momentos menos bons que esta pessoa doente cria vão acabar e tudo será, finalmente tranquilo....

RL no essencial

Acordei de bem com a vida! Apesar da mente estar desentendida de emoções e a alma por vezes em pranto, decorei o meu universo com pensamentos optimistas! O tempo, esse, evapora-se em conta-gotas e não estou para pensar em amores com labirintos de trevas, nem em tristezas que gotejando me levam ao pior dos humores. Não estou para palavras de uma brancura inaudível nem para pensamentos superficiais da consciência. Encaro o meu dia-a-dia sempre como uma aventura na selva da hipocrisia e injustiça. Acreditando que a perturbar com o sossego das palavras correctas posso, diariamente, criar, para além da realidade comodista da generalidade. Eu, sempre eu, em perfeito despenteio de ideias, mas a arder de boa-vontade, apesar de não haver fio lógico nem rigor histórico. Isso a mim não me incomoda de todo, gosto dos meus momentos de sonhadora de nariz no ar. Os dias secos de imaginação aliviam-me mas… incomodam-me. Seja lá como for, cada um que tire de mim a realidade que mais lhe convier. Aprendi a adaptar-me às opiniões dos outros, mesmo que provisórias, e em jeito de mil comédias dos tempos modernos. Tudo me serve para eliminar o bolor quotidiano, e espantar as noites suadas de angústia. Comecei a ler um pequeno livro de poemas, de folhas brancas e letras gigantes com cheiro adocicado de papel antigo. Peguei-lhe mesmo só para lhe sentir o cheiro … muitas vezes para me sossegar, basta-me o cheiro de um livro. Depois a minha alma flúi, entre sílabas e tumultos, em busca do essencial. Essa busca que me bloqueia o viver na “normalidade imbecil e estéril”, abalroando os meus dias. Mas vale-me este lugar de privilégio, de pensamento disperso, onde me aflora o instinto, na conjugação íntima entre mim e as palavras. Um surto afectuoso entre mim e o texto, que me tranquiliza e dilui a ansiedade… conseguindo quase sempre através da ponte formada pela palavra atingir o tal objectivo. Sou constantemente impetuosa. Admiro fervorosamente os audazes, os que ousam, os que não têm medo do Politicamente correcto e com garra ultrapassam criticas e fazem o Mundo evoluir para a próxima etapa.
De mim no essencial
Rita Nogueira

Estou Birrando ;)

Aqui não há excepção que refute a regra… Eu estou fartinha de estudar para exames!! Eu até gosto de estudar mas já chega! Estudar Cálculo plástico, modelação estrutural e método de elementos finitos não é que seja desinteressante porque não é… e eu gosto mas com a completa desorganização da entrada do novo Riapa e do novo plano de estudos estou cansada… foi um ano cheio de trabalhos, testes, apresentações, power points, defesas, uma verdadeira variedade (salsada) de métodos de avaliação que levou ao salvasse quem puder! Recuando a Outubro deste ano em que levei um susto que quase me levou a um colapso nervoso aquando da divulgação do calendário de avaliações, passando pela luta por Bologna e culminando com um tsunami extra curricular… este foi o verdadeiro ano da exaustão!! Eu não preciso de férias porque ate odeio ficar de papo para o ar á espera que o Sol me pegue, mas tenho saudades de simplesmente não ter nada em que pensar, ver novelas, ter conversas completamente desinteressantes para o mais comum dos mortais, ir ao supermercado e comparar preços… fazer aquilo a que tão vulgarmente “normalidade”. Sim, este estado imbecil e estéril que de vez em quando faz falta. O meu Tico e o meu Teco além de completamente engayzados estão fartos de assimilar associações em pórticos, momentos máximos e mínimos que provocam a tão indesejada deformação de estruturas… bem eles tem direito aos seus momentos íntimos e já há algum tempo que andam a Pão e agua, pão e agua… estão avariados… tenho os meus 2 unicos neurónios avariados. A loucura sadia que tanto os caracteriza está a mortinha mortinha por se manifestar!!!! E as férias estão ai por isso abram alas que eles depois do merecido descanso vão voltar ao estado original ;)
Vou continuar, recolher-me ao estudo e deleitar-me com as delicias das estruturas ;)
Do desabafo da Birra
Rita Nogueira

sIMPLES ;)

Uma Explicação para o Medo do Casamanto nos dias de hoje...

"A felicidade passou a depender de uma espécie de emotivismo permanente, desligado de regras e compromissos duradouros"
.
Hoje em dia, os ideais de realização pessoal que cada um vorazmente persegue secundarizaram o casamento. O casamento é um estado acessório que todos retardamos. As pessoas continuam a casar-se numa ou noutra altura da vida, mostrando que a normatividade social do casamento se mantém. O que foi desaparecendo foi a ideia do casamento como uma âncora individual, a estrutura estável onde as paixões e os impulsos de cada um se domesticam. A felicidade passou a depender de uma espécie de emotivismo permanente, desligado de regras e compromissos duradouros.
No princípio do século XX o casamento era a via natural para a felicidade. Acreditava-se no casamento. Casar, ter filhos, criar uma família, eram as virtudes máximas a que um ser humano podia aspirar.
Kafka por exemplo pensava no casamento como a solução para a sua "inabilidade em levar a vida sozinho", para satisfazer "as exigências da sua própria pessoa". As sua próprias irmãs comentavam que todas as pessoas felizes que elas conheciam eram casadas. Mas ao mesmo tempo, a ambivalência de Kafka sobre as suas próprias aptidões impedia-o de abraçar o casamento. Chegou a comparar o noivado entre duas pessoas a um casal condenado a decair em conjunto durante a fase do Terror da Revolução Francesa. Passaram muitas mulheres pela vida de Kafka, mas todas lhe provocaram o mesmo medo do casamento, o medo do sexo, o medo das pequenas coisas, o medo da normalidade, o medo da falta de vocação, o medo de não estar à altura da comunhão de responsabilidades, o medo de parar de escrever.
Numa altura em que por causa do casamento entre homossexuais assistimos aos mais variados debates sobre a função actual do casamento, talvez possamos perceber melhor o que é e em que consiste o casamento, não pelo que dizem os seus defensores, mas pelas ideias daqueles que voluntariamente o recusam.
Eu suspeito de que atrás dos muitos motivos invocáveis para essa recusa - a preferência por uniões mais flexíveis, a substituição da comunhão institucional pelo amor - acabaremos por confirmar algo que a mentalidade da época não tolera ouvir: que o casamento é mesmo uma instituição e não apenas um contrato entre duas pessoas; e é como instituição que deve ser protegido e incentivado.
.
Pedro Lomba - jurista
Texto adaptado
.
Este texto não poderia melhor traduziar a minha e pessoalissima opinião sobre este acto que nos confere um outro estado civil na nossa Sociedade. Este texto contempla em poucas palavras uma imensidão de respostas á comum questão do porque hoje em dia a baixa natalidade e o decrescimo numero de casamentos. Por pessoalissimas razões este é um estado que já vivenciei e ao qual não direi nunca se assim o destino quiser, mas nunca foi este um sonho muito menos uma aspiração pessoal que nos meus mais profundos pensamentos sequer me levasse a supor que me traria maior normalidade, felicidade ou estabilidade... bem e assim é e continua a ser a minha pessoalissima Opinião.

o LaBirintO BifásicO

Quantas vezes pensamos em desistir, deixar de lado, um ideal, um sonho...
Quantas vezes batemos em retirada, com o coracao amargurado pela injustica....
Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade, sem ter com quem dividir...
Quantas vezes sentimos solidao, mesmo cercados de muita gente...
Quantas vezes lutamos por uma causa perdida...
Quantas vezes voltamos para casa com a sensacao de derrota...
Quantas vezes aquela lagrima teima em cair, justamente na hora em que precisavamos ser/parecer fortes...
Quantas vezes pedimos a um qualquer Deus um pouco de forca, um pouco de luz, um pouco de paz...
E a resposta a todas as preces, a todas as lutas, a todos os sentimentos que nos derrubam... vem!
Tenha a forma que tiver, de um sorriso, de um olhar cumplice, de um abraço, de uma palavra de uma vitória...
E por isso insistimos em prosseguir, em acreditar, em transformar, em dividir, em estar, em ser... encaramos de novo o caminho, aquele mais dificil, mais complicado... seguimos de novo a nossa "missao"...

O que eu sei que sei

Sabes quando sentimos que fomos enganados? Sabes quando sentimos um aperto no peito que angustia e sufoca? Sabes quando pedes luz e em troca te deixam na escuridao que cega os olhos como se te espetassem os dedos? Sabes quando tudo a nossa volta gira e so tu te sentes estagnando na dor, na ferida, no medo? Sabes quando o desejo de conseguir é tao forte que a frustração te atira para uma ressaca que parece nunca passar? Sabes quando tudo corre mal e nem o comum porto de abrigo te chega para acolher? Sabes o que é confiar na cruel mentira dissimulada pelo mais nobre dos sentimentos? Sabes o que é não conseguir sentir mesmo que queiras muito, mesmo que te puxem, mesmo que te peçam?
Espero que nunca saibas... o que é sentir uma pedra no lugar que já foi o Sol.
Hoje precisei de escrever. Hoje tinha que libertar o grito que me devora o pensamento. O tecto parecia cair e o chão esmagar-me... agora estou melhor... sinto-me saborear o quentinho alento do refugio...

Brandi Carlile - The Story

All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you

I climbed across the mountain tops
Swam all across the ocean blue
I crossed all the lines and I broke all the rules
But baby I broke them all for you
Because even when I was flat broke
You made me feel like a million bucks
Yeah you do and I was made for you

You see the smile that's on my mouth
Is hiding the words that don't come out
And all of my friends who think that I'm blessed
They don't know my head is a mess
No, they don't know who I really am
And they don't know what I've been through like you do
And I was made for you...

All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you

Loucos, Santos... e Eu

"Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril."

FROM mestre Oscar Wilde



É isso Ai


É isso aí
Como a gente achou que ia ser
A vida tão simples é boa
Quase sempre
É isso aí
Os passos vão pelas ruas
Ninguém reparou na lua
A vida sempre continua

Eu não sei parar de te olhar
Eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não sei parar
De te olhar

É isso aí
Há quem acredite em milagres
Há quem cometa maldades
Há quem não saiba dizer a verdade

É isso aí
Um vendedor de flores
Ensinar seus filhos a escolher seus amores

Eu não sei parar de te olhar
Eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não vou parar de te olhar

Ana Carolina

ThE WeDDiNg DaY


Amanha, Sabado, dia 5 de Julho de 2008, vai realizar-se na Igreja das Antas O Casamento Da Marta e do João!
São 3 os desejos que faço para eles: Respeito, Partilha e Tolerância...

O Amor é evidente e brilha nos olhinhos sempre sorridentes, determinados e corajosos da minha prima... Sê Feliz... Tu tens o Sol e a Lua e o teu Caminho sempre foi repleto de estrelas...
.
.
e Assim será...

YUPIIII!! Feliz Feliz Feliz!!



Tou tao feliz! Depois do atentado que sofri contra o meu último semestre consegui para já salvar 2 cadeiras! Sinto-me Feliz Feliz Feliz! Quando me esforcei e dediquei consegui e é so isso que Quero!!

CaNDy





"Hard CandY" O Album oferecido pela eterna Diva...




So sWeeT... So Spicy ... So Penetrating ... So Powerful ... So Sexy ... So Intense ... So MADONNA

  • Candy Shop
  • "Get up out of your seat
Come on up to the dance floor
Ive got something so sweet
Come on up to the front door
I need plenty of heat
Form a special connection
Just start moving your feet
Move on over to me"




4 Minutes
"If you want it
You already got it
If you thought it
It better be what you want
If you feel it
It must be real
Just say the word and
Im give you what you want"

Give It 2 Me
"Got no boundaries and no limits
If theres excitement, put me in it
If its against the law, arrest me
If you can handle it, undress me"
She´s Not Me
"I just want to be there when you discover
You wake up in the morning next to your new lover
She might cook you breakfast and love you in the shower
The flavor of the moment, cause she dont have whats ours"

Today is the "M" DaY

Quando te dói olhar para atrás
e te dá medo olhar adiante,
olha para a esquerda ou
para direita e ali estaremos,
ao teu lado!


Das Amixinhas: Rita e Helena

28 de Junho de 2008

mY BeSt fRIEND: RL


Paving the way for the next generation cars...


Nasceu a 2 de Abril de 2002 e foi batizado com o nobre nome:: 05-30-RL!


Este carro é uma pequena maravilha! Amigo inseparável de bons e grandes momentos ao longo dos últimos 6 aninhus! Todos os que me rodeiam conhecem o RL, e sempre pelas melhores razões, tendo já várias alcunhas que não as menciono visto terem uma interpretação nem sempre desejável pelos fora do contexto;)! È um carro por excelencia em termos de consumo, porque gasta pouquíssimo, nunca me deixou ficar mal, não dá problemas nenhuns, é só fazer as revisões. É um carro bastante confortável à frente e atrás. Destina-se apenas a quatro passageiros, mas qts vezes não levou mais do que isso ;). Foi para o Algarve completamente cheio de malas e que viagem alucinante foi essa com Chuva torrencial e ventos ciclónicos! Foi táxi nas noites Portuenses e conhece tudo o que são praias!!
My RL mede apenas 3,82 metros de comprimento, 1,67m de largura, 1,55m de altura e vazio pesa apenas 895 kg medidas que fazem inveja a qualquer uma dessas“banheiras”!!! Surpreende pelo espaço interno: a parte traseira é mais baixa do que a dianteira, proporcionando para quem viaja atrás uma posição muito do cômoda. È o verdadeiro carro que passam anos e anos e mantem-se actualíssimo!! Diferente de tudo e todos o A2 conta com uma avançada qualidade de construção única no seu segmento. O A2 é em matéria prima quase todo ele de Aluminio, desde o chassis , passando á carroçaria e acabando na suspensão, tudo em Aluminio, o q não só o ajuda no peso final do conjunto, como lhe dá uma garantia vitalicia contra a corrosão. O meu carrinxo tem uma identidade muito própria, com as formas de um ovo e uma aerodinâmica mt apurada. O meu mais que tudo tem um comportamento bastante dinâmico e segura-se muito bem á estrada e só ve-lo rooooolar por tudo o que é estrada, auto-estrada ou caminho de cabras. Quanto ao motor é um 1.4TDi de 75cv's que permite 173km/h de velocidade máxima e 12.3s dos 0 aos 100km/h. No que concerne á segurança… bem não há melhor: sabe de cor o caminho para casa! É o carro mais seguro do seu segmento sem qualquer tipo de rivais neste aspecto, é o modelo mais bem reputado no seu segmento em relação aos crash-tests.

Adoro-te RL!!!
Não te troco por nadinhaaaaaaaa…. (só pelo wranglerZito, mas isso são outras conversas ;)


O A2 foi um modelo compacto produzido pela Audi entre 1999 e 2005. Foi um dos primeiros modelos de série no mundo a utilizar amplamente alumínio com o objetivo de reduzir peso e, conseqüentemente, aprimorar a economia de combustível.

Jogar ao Faz de Conta não é comigo!


Pensas que não sei

que disseste

o que não querias?

Eu simplesmente disse

o que pensava

e não o que

querias ouvir…

Pensas que eu não vejo

o que toda a gente vê?

Faz de conta que só eu não percebi

que era melhor fazer de conta

Faz de conta que o que eu sinto não existe

Mas… Isso é mera hipocrisia

É falsa devoção

É triste alegria

Fingimento de emoção

É desvio de sentimento

Negação de juventude

Que impregna com o tempo

O que eu senti

Não era falso ou ilusão

Mas às vezes é melhor

Demolir uma emoção

Que põe tudo a perder,

e põe tudo a perder

mesmo que se perca a noção do que é verdade,

do que é mentira.

Mas a verdade, que importa,

essa.. ficou trancada do outro lado.